Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
15/03/2019
/

5 mitos sobre o câncer de mama

 

Só de ouvir a palavra "câncer" muita gente fica assustada. No entanto, o desconhecimento em torno da doença tem como resultado a disseminação de muitas informações falsas. Mitos sobre o câncer de mama, por exemplo, confundem muitas mulheres.

Nesse contexto, é fundamental que a população não acredite em qualquer fato sem antes consultar um médico. Hoje, com a internet e as "fake news", muitas mentiras ganham força, podendo prejudicar o diagnóstico e o tratamento das doenças.

Se você também fica perdida diante de tanta informação, confira nosso post e conheça 5 mitos sobre o câncer de mama!

 

1. Apenas mulheres com histórico familiar podem ter câncer de mama

Mulheres cujas mães, avós ou tias tiveram câncer de mama ficam assustadas com a ideia de que certamente vão desenvolver a doença.

É importante destacar que o aspecto hereditário é um dos fatores de risco para o câncer, porém não é o único. Idade, aspectos ambientais e comportamentais e até questões hormonais têm influência no surgimento da doença.

Assim, todas as mulheres precisam fazer a rotina de prevenção e aquelas com histórico familiar devem redobrar e antecipar os cuidados, além de seguir à risca as recomendações do ginecologista ou mastologista.

 

2. O autoexame dispensa a realização da mamografia

É importante que todas as mulheres, a partir dos 20 anos, realizem o autoexame das mamas cerca de 7 dias depois da menstruação. Para aquelas que já entraram na menopausa, a recomendação é escolher uma data fixa no mês para avaliar o próprio corpo.

Contudo, o autoexame não substitui, em hipótese alguma, a realização da mamografia. Somente esse exame de imagem é capaz de detectar o câncer de mama, mesmo que a doença esteja em seu estágio inicial. Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), a mamografia deve ser feita todos os anos por mulheres acima dos 40 anos.

 

3. Sutiã apertado pode causar câncer

Um dos mitos sobre o câncer de mama é que sutiã apertado pode causá-lo. A ideia é que a peça comprimiria os vasos sanguíneos, levando ao aumento das toxinas nas mamas.

Porém, não existe nenhuma comprovação científica para essa hipótese, portanto, o uso de sutiã de qualquer tamanho não tem nenhuma relação com a doença.

 

4. Câncer de mama não tem cura 

O medo do câncer é tanto que muita gente acredita que não há cura para a doença. Quando a mulher o detecta precocemente e realiza todo o tratamento adequadamente, as chances de cura são altíssimas. Por isso, a importância de realizar a prevenção.

A medicina não para de evoluir e as terapias estão cada vez mais eficazes no combate aos tumores.

 

5. Prótese de silicone impede a realização de mamografia

Mulheres que têm próteses de silicone nas mamas devem sim realizar a mamografia de acordo com a recomendação de seu médico. O implante não impede o diagnóstico da doença. Caso seja difícil a obtenção das imagens, podem ser solicitados outros exames, como o ultrassom ou a ressonância magnética.

Agora você já conhece alguns mitos sobre o câncer de mama. É importante não acreditar em tudo o que se dissemina por aí: muitas informações não têm comprovação científica e, assim, são um perigo quando o assunto é a prevenção da doença.

Quer acompanhar outros temas voltados para o câncer de mama? Siga as páginas da Fundação Laço Rosa no Facebook e Instagram!