Voltar para listagem
Autor(a):

Dr. Gilberto Amorim

Dr. Gilberto Amorim

Médico oncologista, Coordenador do Grupo de Oncologia Mamária da Oncologia D´Or, Ex-Chefe da Oncologia Clínica do HCIII INCA, Editor do Manual de Condutas de Câncer de Mama da SBOC e titular da American Society of Clinical Oncology (ASCO), Conselheiro científico da Fundação Laço Rosa.

Data do Post
14/03/2020
/

COVID-19 e o paciente oncológico

Orientações importantes para pacientes oncológicos sobre a pandemia de COVID-19.

“O momento é sério, temos uma pandemia, mas não é um pandemônio!
Teremos sim um aumento de casos nas próximas semanas, a maioria serão leves ou até mesmo sem sintomas. Pacientes oncológicos merecem uma atenção especial, notadamente idosos, mas não são todos que estão imunossuprimidos e por consequência, sob risco. E mesmo esses não devem entrar em pânico. Muitos fazem anti-hormônios e/ou estão apenas em controle, com risco igual ao da população.

Estamos aprendendo com os colegas infectologistas quais são as melhores recomendações no momento, mas com a velocidade das notícias, novas recomendações terão de serem atualizadas.

Algumas recomendações práticas, a partir de agora, para pacientes oncológicos, em especial em quimioterapia e imunoterapia:

1- Evitar cumprimentos com as mãos, abraçar, beijar, em especial pessoas que não são íntimas. Cumprimentou? Lave a mão ou use álcool gel logo que possível;
2- Evitar visitas hospitalares e se possível não venha com vários acompanhantes em consulta, evite ir na emergência por problemas simples;
3- Devemos falar à “exaustão” sobre a importância da lavagem de mãos e a “etiqueta” de tosse e espirro, super necessária neste momento;
4- Não recomendamos no momento a corrida para compra de máscaras;
5- Priorizar os compromissos essenciais, evitando aglomerações e deslocamentos desnecessários; isso vale para uma missa, culto ou sinagoga lotados, cinemas e shoppings muito cheios, shows, jogos de futebol, concertos, etc;
6- Adiar consultas e exames muito simples de rotina, reduzindo a exposição;
7- Fazer a vacinação para influenza/ H1N1 se o médico liberar;
8-Não interrompa sob NENHUMA HIPÓTESE seu tratamento oncológico;
9-Evite contato com pessoas sabidamente portadoras de sintomas respiratórios;
10-Evite contato com pessoas que acabaram de chegar do exterior, mesmo sem sintomas.

Se tiver sintomas gripais leves, coriza, febre, tosse seca e falta de ar, entre em contato com seu médico para avaliar a necessidade de procurar o sistema de saúde.

Se não for obrigatório/ necessário pode ser avaliado a realização do teste para o COVID-19 em casa, embora os planos ainda não cubram o teste (em breve cubrirão).”

FIQUEM ATENTOS A NOVAS INSTRUÇÕES, E NÃO COMPARTILHEM “FAKE NEWS”.

Dr Gilberto Amorim
Oncologista Clínico

Sociedades médicas como SBOC e SBM soltaram posicionamentos sobre o coronavírus e pacientes oncológicos que valem a leitura.

https://www.sboc.org.br/noticias/item/1797-posicionamento-sboc-coronavirus-covid-19

https://www.sbmastologia.com.br/noticias/pacientes-com-cancer-de-mama-e-em-tratamento-devem-redobrar-cuidados-para-evitar-novo-coronavirus