Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
22/08/2017
/

Exame detecta câncer em estágio inicial

Pesquisadores da Universidade americana, Johns Hopkins, conseguiu detectar fragmentos genéticos específicos do cancêr por meio de exame de sangue, uma tentativa de fazer o diagnóstico precoce do câncer de maneira não invasiva. 

O estudo foi publicado nesta quarta-feira na revista Science Translational Medicine e segundo Victor Velculescu, professor de oncologia no Centro Kimmel para o Câncer, da Universidade Johns Hopkins, e um dos autores do estudo, foi possível identificar mutações genéticas encontradas no sangue capazes de identificar o câncer. 

Os cientistas analisaram amostras de sangue de 200 pacientes com câncer, em diversos estágios, dos Estados Unidos, Dinamarca e Holanda. Por meio de uma metodologia genética conhecida como “sequenciamento profundo”, em que os genes são lidos 30.000 vezes, eles procuraram mutações em 58 genes associados a câncer de mama, ovário, pulmão e colorretal. A doença foi identificada em 86 indivíduos dos 138 que estavam com câncer em estágios iniciais (fases 1 e 2).

Em seguida, os cientistas analisaram o genoma dos tumores removidos de 100 dos 200 pacientes e, em 82 deles, encontraram as mesmas mutações que correspondiam às encontradas nas amostras de sangue. Como grupo controle, os pesquisadores analisaram o sangue de 44 indivíduos saudáveis e não encontraram as mutações.

 

 

Para ler o artigo em inglês: http://stm.sciencemag.org/content/9/403/eaan2415

Fonte: Revista Veja http://veja.abril.com.br/ciencia/novo-exame-de-sangue-pode-detectar-inicio-de-cancer-diz-estudo/