Voltar para listagem
Autor(a):

Fundação Laço Rosa

Fundação Laço Rosa

Data do Post
29/06/2019
/

O que é patient advocacy?

Patient Advocacy

O termo advocacy pode ser definido como um conjunto de ações de um grupo, como organizações do terceiro setor, voltadas para uma causa. O intuito é lutar pelos direitos ou pela solução de problemas, principalmente junto ao poder público. Quando essa luta é direcionada para os pacientes, como as mulheres com câncer de mama, é chamada de patient advocacy.

Ainda desconhecida no Brasil, essa prática é bastante comum em países como os Estados Unidos, em que grupos se articulam para pressionar governos e buscar justiça em diferentes áreas, como saúde, meio ambiente, cultura etc.

Quer entender melhor o que quer dizer patient advocacy? Então continue a leitura e veja como essa forma de ação pode ajudar pacientes com câncer!



O que significa patient advocacy?

Patient advocacy se refere à defesa e argumentação em favor de uma causa relativa a um grupo de pacientes. É, portanto, uma maneira de reivindicar direitos a fim de influir na formulação e implementação de políticas públicas.

Sabemos como é comum, principalmente no Brasil, um grupo com necessidades específicas ter seus direitos negados. No caso da saúde, falta de tratamento em tempo hábil, entraves no acesso a medicamentos, entre outros problemas, dificultam a vida de muitos pacientes.

Assim, o patient advocacy é uma via importante para que grupos mais influentes se unam a favor de uma causa e consigam se aproximar das autoridades certas e, assim, pressionar governantes.



Qual sua importância para os pacientes com câncer?

É uma maneira de empoderar os pacientes com câncer, trazendo mais informação sobre seus direitos e também uma representatividade para o grupo junto à sociedade e aos poderes públicos.

A Fundação Laço Rosa, por exemplo, participa de um grupo que promove ações de advocacy no Rio de Janeiro, a Frente Estadual de Combate ao Câncer de Mama RJ (FECCMRJ). É formado por associações e movimentos sociais do Estado do RJ.

É um grupo que, a cada ano, seleciona um tema para ser trabalhado, de acordo com as necessidades das cidades do Estado. O núcleo faz o levantamento de dados e o mapeamento político e busca as melhores estratégias voltadas para o desenvolvimento de políticas públicas.



Qual o papel do terceiro setor nesse processo?

As organizações do terceiro setor são fundamentais para exercer a advocacy, já que ele consiste em grupos organizados representantes de populações específicas. Assim, tem legitimidade e mais força para se articular e pressionar o poder público.

Além disso, são pessoas que estão envolvidas com a questão e sabem o que é preciso reivindicar para o grupo que representam.

E, nesse ponto, é importante que a sociedade valorize as ONGs e também passe a contribuir com esse trabalho tão nobre na defesa de direitos de grupos mais vulneráveis. Você pode ajudar com:



Como as ações de advocacy podem impactar as políticas públicas?

 O patient advocacy pode melhorar a vida dos pacientes ao modificar políticas públicas. Isso porque com a prática é possível:

O advocacy patient busca conscientizar e trazer resultados práticos sobre uma causa pública. É o engajamento de diferentes pessoas, que se organizam e conseguem pressionar o governo, melhorando, assim, a vida dos pacientes, que passam por um momento tão delicado.

Você já tinha ouvido falar sobre esse tipo de ação? Então compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas também tomem conhecimento!