Voltar para listagem
Autor(a):

Data do Post
16/05/2018
/Notícias

Novos tratamentos para o câncer de mama

Está sendo estudado, na Universidade de Lund, na Suécia, uma maneira dos cânceres de mama mais agressivos responderem ao tratamento convencional. A pesquisa foi publicada na revista Nature Communication e está em estágio inicial.

Os tipos de câncer de mama considerados mais agressivos são aqueles que não respondem ao tratamento hormonal, quando é controlado o crescimento do tumor a partir da limitação da ação de hormônios femininos. 

Descobertas

Para tentar entender melhor o câncer de mama, os pesquisadores começaram a analisar os tecidos ao redor do tumor, verificando se existe alguma relação ou comunicação entre os tecidos saudáveis e os afetados pela doença. A partir dessa análise, foi encontrado uma molécula que contribui para o crescimento do câncer de mama, a PDGF-CC. Ela transmite informações entre o tumor e o tecido ao seu redor, fazendo com que o tumor se torne “resistente” ao tratamento com hormônios, pois altera sua sensibilidade frente aos hormônios.

Novo medicamento

A forma encontrada para que o tumor respondesse ao terapia hormonal foi desenvolver uma droga que impedisse a ação da PDGF-CC. Os pesquisadores produziram um medicamento biológico, que utiliza organismos vivos, para esse fim. No entanto, ele ainda está em fase de teste e precisa passar por um processo de pesquisas e melhorias para que possa começar a ser testado em humanos.

 

Fonte: G1