Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
03/09/2020
/

[junho/20] Câncer de mama na juventude: saiba sobre os principais cuidados com a doença

Os casos de câncer de mama na juventude têm aumentado no Brasil, passando de 2% para cerca de 5%. Logo, assim como as mulheres acima de 40 anos e as de 30 anos com predisposição genética para a doença, os jovens também devem ter alguns cuidados em suas rotinas a fim de prevenir e de detectar o câncer de mama.

Para a detecção precoce o ideal é seguir uma alimentação equilibrada, fazer atividades físicas regularmente e não fumar e nem ingerir bebidas alcoólicas. Já quanto a descoberta em fase inicial, é importante que toda mulher siga as indicações de exames periódicos de acordo com o seu médico de confiança.

Para saber mais sobre o câncer de mama na juventude, continue a leitura deste texto e informe-se agora mesmo.

Quais são os cuidados necessários?

O câncer de mama em mulheres abaixo de 40 anos

No caso do descobrimento da doença, deve-se estabelecer um tratamento de acordo com o caso da paciente. Desse modo, é analisado se o indicado é a retirada parcial ou total da mama, se haverá quimioterapia em algum estágio do tratamento, se a radioterapia é uma opção apropriada, entre outros procedimentos. Essa análise deve sempre considerar as sequelas que podem ocorrer, a fim de garantir uma boa qualidade de vida para a jovem após o tratamento.

Quando procurar ajuda médica?

A ajuda médica deve ser procurada sempre que se notar qualquer alteração no tecido mamário. Por exemplo, pode-se detectar um caroço nas mamas ou nas axilas, o escurecimento ou o enrugamento da mama, uma secreção mamilar anormal, entre outros sinais. Nesses casos, é fundamental marcar uma consulta com o seu ginecologista de confiança. O ideal é procurar o profissional da saúde sempre que houver suspeitas de que há algo de errado com a saúde.   

Quais exames fazer?

O médico pode solicitar que a paciente faça uma mamografia tradicional ou digital. A primeira é capaz de detectar tumores de até 1cm, enquanto a segunda detecta tumores de até 0,03mm. Pode-se, ainda, pedir um ultrassom a fim de investigar qualquer alteração no tecido mamário. No caso de encontrar algum nódulo suspeito, o médico deverá requerer uma biópsia do tecido para se certificar de que o tumor é maligno ou benigno. 

Como lidar com o diagnóstico da doença?

É comum que após o diagnóstico da doença a paciente sinta tristeza, desmotivação e inseguranças. Para evitar que os pensamentos negativos dominem a mente, é essencial ter o suporte emocional dos entes queridos, como os familiares e os amigos. Além disso, é possível encontrar ajuda em grupos de apoios e em sessões de terapia com psicólogos. Dessa maneira, pode-se enfrentar as adversidades da doença e do tratamento com mais otimismo, autoestima e confiança.  

Com essas informações, fica mais fácil combater o câncer de mama na juventude de forma precoce. Saiba que ao descobrir a doença cedo, a chance de cura é de 95%. Portanto, quanto mais cedo a paciente descobrir o problema, procurar a ajuda médica e iniciar o tratamento apropriado, melhor será.

Para ficar sempre por dentro de todos os nossos conteúdos, assine a nossa newsletter.