Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
29/11/2021
/

Entenda como ter qualidade de vida no tratamento oncológico

Quando alguém recebe a notícia de um câncer, sua vida muda completamente. A assimilação, contar aos familiares e amigos próximos, interromper a rotina de trabalho, enfim, se inicia uma série de ações antes de começar o tratamento e enfrentar a doença. Ao dar esse passo, mais um desafio se apresenta: lidar com os efeitos colaterais da quimio ou radioterapia no organismo.

Entretanto, mesmo difícil, é possível lutar com otimismo e garantir o mínimo de qualidade de vida no tratamento dessa enfermidade. Contudo, isso depende 100% da paciente e da maneira com a qual ela vai lidar com o diagnóstico. Nesse momento, manter o pensamento positivo e a fé faz toda a diferença para alcançar bons resultados. Além disso, contar com uma rede de apoio sólida e confiável também é essencial. Na prática, a paciente pode seguir alguns passos para promover seu bem-estar nessa fase.

Neste artigo você vai saber como!

Praticar uma atividade física

É verdade que alguns dos efeitos colaterais do tratamento incluem fraqueza, indisposição e enjoos, ou seja, é complicado se imaginar praticando alguma atividade física nesse contexto. Por isso, a paciente deve buscar uma que a relaxe, que realmente goste e seu exercício a faça bem.

Nada de esportes pesados, como musculação ou crossfit. Opte pelas opções mais simples e igualmente benéficas, como natação, hidroginástica ou caminhada. Não se deve forçar demais o corpo, especialmente nos dias de sessão. Praticar um esporte melhora o condicionamento e afasta o aparecimento de outras doenças, além de ajudar a dormir melhor e aumentar a disposição.

Alimentar-se bem

Uma das medidas que mais favorecem o organismo é uma dieta balanceada, rica em nutrientes que o fortaleçam e promovam o bem-estar de órgãos e sistemas. Estando doente, esse cuidado deve ser redobrado, principalmente diante de uma enfermidade tão séria, que exige bastante de quem a tem.

Inclua frutas, verduras e sementes na sua rotina alimentar, se possível, contando com o auxílio de um nutricionista oncológico. Ele vai analisar seu histórico e alinhar o que pode ser consumido, bem como as quantidades corretas. A desnutrição pode impactar de forma negativa, comprometendo o tratamento e favorecendo o aparecimento dos efeitos colaterais.

Cuidar da saúde mental

Tão importante quanto a física é a saúde mental. Estar com a mente sã e em paz é fundamental para o tratamento funcionar. Por se tratar de um momento delicado e estressante, o ideal é contar com um psicólogo, que acompanhe a rotina desse paciente. Sentir-se bem e amparado faz a diferença para prosseguir com a quimioterapia.

Por fim, a pessoa deve se informar bastante sobre o processo, conversar com o médico que a acompanha e tirar todas as dúvidas, a fim de se sentir segura sobre o processo. Essa parte é muito importante para o sucesso do tratamento e obter qualidade de vida no tratamento do câncer

Esperamos ter ajudado! Assine nossa newsletter e receba e-mails exclusivos com conteúdo da nossa fundação.