Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
29/06/2020
/

Como funciona o processo de doação para ONGs?

O trabalho realizado pelas Organizações Não Governamentais é admirável – independentemente do segmento, o propósito dessas instituições é dar suporte àqueles que mais precisam, fortalecendo a educação, o esporte, o meio ambiente etc. No entanto, esse mesmo trabalho precisa de um apoio indispensável: o financeiro. Algumas ONGs se sustentam por meio de serviços prestados por elas mesmas, mas mesmo elas dependem de doações de parceiros.

Para quem gostaria de se tornar um doador ou, ainda, quer fazer parte de uma organização assim um dia, é importante saber como funciona o processo de doação para ONGs. Essa transparência só tem a agregar, atraindo mais parceiros e até inspirando outras associações. Continue a leitura e descubra como acontece!

Quais aspectos levar em consideração?

Naturalmente, antes de se tornar um doador, a pessoa precisa identificar-se com a causa. Se alguma amiga ou uma parente teve uma experiência com o câncer de mama, é provável que você se sinta mais à vontade doando dinheiro para uma ONG que levante essa bandeira e ajude mais mulheres a vencer esse mal. Então, um dos primeiros passos é analisar com qual área você tem afinidade.

Identificação com a causa

Todas as causas têm importância, mas quais delas te motiva a investir? A identificação com a causa costuma ser um dos primeiros fatores avaliados para doação. A partir da identificação, vem também a empatia, o ato de se colocar na situação do outro, o que reforça a intenção de querer fazer algo e ajudar, seja doando dinheiro ou se voluntariando, por exemplo.

Projetos realizados pela ONG

Saber quais projetos a ONG realiza é fundamental, pois, geralmente, é por meio deles que o doador vê quão valiosa foi sua doação. Para o outro lado, é uma oportunidade de mostrar seu trabalho, quantas pessoas estão sendo impactadas, os resultados a longo prazo etc. As redes sociais, por meio do marketing digital, são uma boa aliada – o futuro doador pode pesquisar melhor, e a instituição pode usar a criatividade para expor o que tem feito.

História da instituição

Como decidiram transformar esse propósito em uma Organização Não Governamental? De onde surgiu o nome da ONG? Quem está por trás da ideia? Essas respostas são do interesse de um doador em potencial: não só a história, mas o histórico. Se pretende investir em uma instituição, nada mais natural que pesquise sobre ela e entenda sua história.

Processo de doação para ONG

Decidiu doar? Ótimo! Com as facilidades oferecidas pela tecnologia, muitas ONGs dispõem de sites nos quais é possível não apenas doar, mas escolher o projeto que deseja financiar. A partir da sua doação, também é realizada a prestação de contas, permitindo que você acompanhe para onde foi seu investimento. Essa política de transparência é essencial para reter os doadores e conquistar credibilidade.

O ato de doar (e isso não vale apenas para dinheiro) é nobre. Ajudar os outros por meio de trabalhos sociais é fazer sua parte por um futuro melhor e mais justo para todos.

A doação para ONGs é um meio de fazê-lo. Quer saber como? Entre em contato com a gente e conheça o trabalho da Fundação Laço Rosa no combate ao câncer de mama.