Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
17/03/2021
/

Direito das pessoas com câncer: entenda o que é advocacy!

Desenvolver estratégias que, aliadas às políticas públicas, podem fazer a diferença para solucionar problemas sociais: essa é uma das principais propostas do advocacy, termo em inglês que ainda não apresenta tradução literal em português. Seu significado é muito amplo, assim como sua atuação.

Mas, em termos simples, o que é advocacy? É uma forma que a sociedade — ou um grupo de pessoas, defendendo uma causa coletiva — pode exercer sua cidadania e lutar por melhores condições de vida, promovendo e fazendo valer seus direitos, e pressionando a esfera pública.

Em relação ao câncer, essa prática já alcançou resultados expressivos. Saiba mais a seguir.

Como o advocacy ajuda as pessoas com câncer?

Dando um exemplo prático, quando o medicamento Trastuzumabe começou a se popularizar no exterior, mostrando sua eficácia no tratamento de pacientes metastáticos de câncer de mama, foi por meio do advocacy que muitas mulheres conquistaram o direito de poder usar o anticorpo e aumentar suas chances de sobrevivência.

Na época, o governo brasileiro só autorizava o uso em pacientes não metastáticos. Após a mobilização, não só de quem era diretamente afetado, mas de seus familiares, amigos e da própria sociedade médica, a droga foi incorporada ao SUS, tornando-se viável para seu objetivo inicial.

É possível ajudar? Como fazê-lo?

A ajuda não só é possível, como é necessária! É a participação das pessoas que dá mais credibilidade e força ao movimento, aumentando sua percepção de relevância para o governo e, portanto, a pressão pela mudança. Há várias formas de apoiar essa causa. Conheça algumas delas.

Apoiar grupos e ONGs que trabalham na linha de frente

Decidiu se aliar à causa? Pesquise grupos e ONGs que atuem nessa frente e demonstre interesse em participar. Sua contribuição pode ser financeira, de trabalho ou quaisquer outras atividades relacionadas, que eles estejam precisando. Informe-se sobre dados e pesquisas associadas ao tema defendido, pois a linha de trabalho da advocacy tem relação direta com essas informações.

Divulgue esse trabalho nas redes sociais

Infelizmente, o câncer faz parte da realidade de muitas famílias, e inúmeras pessoas podem estar dispostas a entrar nessa luta com você! Por isso, compartilhe nas suas redes sociais sobre a causa, sobre a instituição que está ajudando e informe como outros podem fazê-lo.

Apresente projetos de lei na sua cidade

Sim, a população também tem esse direito! É possível apresentar um projeto de lei de iniciativa popular. No entanto, é necessária a adesão de 1% do eleitorado nacional e 0,3% do eleitorado de, pelo menos, cinco estados da federação. Um exemplo desse tipo é a Lei da Ficha Limpa, proposta pelo Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral.

Por fim, é importante lembrar que essa luta não se limita a quem tem câncer. Pelo contrário, discutir e propor melhorias para a saúde é um dever de toda a sociedade, até porque ela é a que mais se beneficia com essas mudanças, não acha?

Agora que sabe mais sobre o que é advocacy, que tal se juntar à causa? Siga a Fundação Laço Rosa nas redes sociais e fique por dentro do nosso trabalho! Estamos no Facebook, Twitter, Instagram, Youtube e LinkedIn.