Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
18/10/2021
/

Há diferenças nos sintomas de câncer de mama com prótese?

Uma questão que desperta dúvidas nas mulheres é saber se quem possui prótese de silicone nos seios pode ter câncer de mama. Infelizmente, a resposta é sim. A realização desse procedimento estético não isenta a pessoa de vir a ter uma experiência com a doença, tampouco de vivenciar seus sintomas.

Por outro lado, essa condição também impõe algumas particularidades, que vamos explicar melhor neste artigo. Se deseja saber mais sobre como a enfermidade se manifesta e quais são os sintomas de câncer de mama com prótese, continue a leitura!

A prótese de silicone pode causar câncer de mama?

Não. O câncer na mama não é causado especificamente pela colocação de uma prótese de silicone, embora alguns estudos apontem que outras doenças – essas sim originadas a partir da cirurgia – podem desencadear ou facilitar o aparecimento de um tumor na região.

Uma delas é a doença do silicone (ou a Síndrome Asia) – manifestada através de dores nas articulações e fadiga – que surge, geralmente, em pessoas que já tinham uma predisposição a ter doenças reumatológicas.

Em contrapartida, é importante ressaltar que essa cirurgia plástica, mesmo em mulheres que já tiveram câncer de mama, é segura, desde que seja realizada por um profissional regularizado pelo Conselho Regional de Medicina (CRM) e que o material utilizado esteja de acordo com os critérios de qualidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Qual é a relação entre câncer de mama e silicone?

As mulheres que optam por esse tipo de procedimento são mais propensas a desenvolver o BIA-ALCL (sigla em inglês para Linfoma Anaplásico de Células Grandes associado a um Implante Mamário), porém não se trata de um câncer no tecido mamário, e sim um tipo raro de linfoma não-Hodgkin (no sistema imunológico), que se origina na própria cápsula e líquido ao redor do implante.

Esses casos costumam ser mais fáceis de resolver. Em alguns deles, basta que a cápsula e o implante sejam retirados; em outros, a mulher vai precisar de quimioterapia ou radioterapia.

Por isso, quem tem silicone deve ficar bastante atenta aos eventuais sinais de que uma doença possa estar se manifestando, como inchaço na região, acúmulo de líquido ou qualquer mudança no formato dos seios.

Como o câncer se manifesta em mulheres que têm silicone?

Os sinais mais comuns de que há um tumor nas mamas é a dor no local ou o aumento no volume das mamas.

Tanto para quem tem prótese como para quem não tem, é essencial que haja acompanhamento médico e exames periódicos. No primeiro caso, além da mamografia, faz-se necessária a realização de ultrassonografias, pois essas podem detectar a enfermidade em seu estágio inicial.

Após os 40 anos, esses exames periódicos são indispensáveis para prevenir ou mesmo antecipar o tratamento desse tipo de doença. O câncer de mama é o segundo mais frequente entre o público feminino, ficando atrás apenas do câncer de pele.

O Brasil é o segundo país onde mais se realiza cirurgia de prótese mamária, o que reforça a necessidade de uma maior conscientização e cautela, ainda que o procedimento seja considerado seguro.

Ficou alguma dúvida sobre os sintomas de câncer de mama com prótese mamária? Comente abaixo!