Voltar para listagem
Autor(a):

Laço Rosa

Laço Rosa

Data do Post
10/08/2021
/

Você sabia que a mortalidade por câncer de mama vem caindo a cada ano? Veja mais aqui!

A mortalidade por câncer de mama tem diminuído ao longo dos anos, tanto no Brasil como em países como os EUA, a Suécia, o Canadá e a França. Segundo o INCA — Instituto Nacional de Câncer —, em 2019, em nosso país, houve 59.700 casos novos de mulheres com essa doença, o que representa cerca de 29,5% dos cânceres em mulheres, desconsiderando o de pele não melanoma. 

Deve-se frisar que a redução das taxas de mortalidade estão diretamente ligadas ao acesso que as mulheres têm aos serviços de saúde e à assistência adquirida ao longo do tratamento da doença. Em 2019, a lei da mamografia mudou e passou a garantir o direito gratuito ao exame às mulheres a partir dos 40 anos, o que foi um grande marco para a prevenção da saúde feminina. Para saber mais sobre a mortalidade por câncer de mama, leia este texto e informe-se o quanto antes!

O que os estudos dizem?

Segundo pesquisas do INCA, pode-se observar que as mulheres com mais de 70 anos tendem a apresentar uma maior incidência do câncer de mama, enquanto há uma redução nos números de mulheres doentes na faixa dos 40 aos 49 anos. De 20 a 39 e 50 a 69, há uma estabilidade nos números de mulheres com a doença.

Foi observado que, no período de 2000 a 2010, a taxa bruta de ocorrência de câncer de mama no Brasil foi de 49,3, por cada 100 mil mulheres. Vale destacar que as taxas mais elevadas vistas na faixa dos 70 anos aconteceram mundialmente, e isso pode ser explicado diante do elevado risco do desenvolvimento de doenças em decorrência do avanço da idade. 

Quais são as melhores formas de prevenção?

De acordo com o INCA, ao praticar algumas medidas no hábito cotidiano, é possível reduzir a 28% o risco do desenvolvimento do câncer de mama em uma mulher. Para isso, é fundamental:

Além disso, a melhor maneira de evitar o desenvolvimento do câncer de mama é por meio da prevenção. Assim, é fundamental realizar os exames periódicos de acordo com as orientações de seu médico de confiança. Por meio de um diagnóstico precoce, as chances de cura são muito maiores, chegando a 95%. Destaca-se, também, que o tratamento, nesse contexto, será menos invasivo e agressivo.

Como o diagnóstico precoce pode ajudar?

A mamografia é o melhor exame com comprovação científica a ser feito para reduzir a mortalidade por câncer de mama. Quanto mais cedo o exame e o devido diagnóstico forem feitos, mais chances a paciente terá de começar um tratamento eficaz com menos cirurgias e medicamentos. Portanto, as mulheres devem fazer sempre os seus exames com acompanhamento médico, principalmente as que estão na faixa etária dos 40 anos. Tenha em mente que a mamografia deve ser realizada uma vez por ano.

Agora, você já sabe o motivo da mortalidade por câncer de mama estar caindo. Lembre-se de que a melhor forma de combater essa doença é por meio da prevenção e da busca por ajuda cedo. Então, para contribuir para a diminuição da mortalidade por câncer de mama, faça a sua parte e cuide-se!

Queremos saber sobre as suas experiências no combate a essa doença! Deixe um comentário aqui, contando um pouquinho da sua história.